Depoimentos da Alma

Tais Conselheira

Clarice, que aula. Que tudo!
Fui te assistir na hora exata. Seu texto foi bálsamo não só para mim, mas para um pai teólogo-filósofo. Foi o presente dele de Dia dos Pais. Estamos aqui decantando todas as belezas que você nos apresentou. Parabéns e vida longa!

24 / 08 / 2018

Leonardo Garcia

Faltam palavras ou sobram palavras? De fato não sei. Poucas vezes consigo ter esta inquietude prazerosa. A noite de hoje foi fenomenal, quão competente és você Clarice Niskier e que espetáculo. Apesar de tratar de temas tão antagônicos, a sua outra peça “A Lista”, que tive o prazer de assistir, é complementar ao meu ver. Parabéns, parabéns Clarice, você foi maravilhosa, e de fato “Alma Imoral” é fantástica. Dentre os diversos questionamentos da noite, escolho um que muito me marcou:
“quanto dos nossos esforços são oferendas ao nada?”

30 / 07 / 2018

Táis Araújo

Eu vi A Alma imoral, faz sei lá, 10 anos, talvez um pouquinho mais, não sei, no Teatro Leblon. E eu lembro que a primeira vez que eu vi, vi 2 vezes, vi dois finais de semanas seguidos. Até para poder entender o que eu tinha um dia compreendido na primeira vez. E aí eu vi que a Clarice fez ano passado de novo, não lembro.
E eu não consegui ver, e todos esses anos quando passei aqui em frente, e vi que estava a peça… Caramba, preciso ver essa peça, tanta coisa aconteceu na minha vida, já tenho 2 filhos, na verdade um dos meus filhos vai fazer 7 anos, para saber como essas palavras batem em mim hoje, tantos anos depois… E posso dizer que foi tanto forte quanto, e com outros significados. Isso que é o mais legal neste texto. Ele vai de reciclando, de acordo com seu momento de vida. E eu acho que é um texto que vai ficar para sempre.

24 / 07 / 2018

Maria Castro

“Concordo plenamente com esse depoimento de Tais Araújo, comigo aconteceu da mesma forma!
Vi há 10 anos atrás em São Paulo e mês passado vi novamente no Festival Vida e Arte aqui em Fortaleza, Ceará. Impactante!!! Transformador! Confirmador… Belíssimo. Espetáculo para sempre!!! Um beijo na budista judia mais linda que eu conheço.”

24 / 07 / 2018

Carmen Falcon

“Assisti em 2006, quando comprei e li o livro. Fui novamente agora em 2018. A cada apresentação e cada leitura temos um olhar diferente. Maravilhoso!”

28 / 05 / 2018